Google+ Followers

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Saudades da roça
De andar beira rio, beira lama
Da garota na porteira que me chama.
Dos feixes de cana, garapa coar.
De no rio pular
Sem saber nadar
De contemplar ás estrelas a noite
De sentar frente á fogueira 
De ouvir casos e casos contar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sonha e serás livre de espírito... luta e serás livre na vida.
― Che Guevara